Star Trek: Discovery

Star Trek: Discovery

A franquia Star Trek já rendeu bons filmes e séries. Hoje vamos falar sobre a série Star Trek: Discovery que estpa disponível na Netflix.

A série está situada no tempo exatamente uma década antes dos eventos da série original de 1966. O nome Discovery refere-se a nave onde boa parte da trama acontece.

Michael Burnham 

A série é centrada em Michael Burnham (Sonequa Martin-Green) a primeiro oficial da USS Shenzhou. Apesar de ser humana foi criada por um casal de vulcanos como filha adotiva. Ela tem um irmão adotivo chamado Spock…já ouviu falar? Essa criação rendeu a ela não só o desenvolvimento de várias habilidades mas também um conflito interno sobre suas razões e emoções humanas.

star trek serie original star trek discovery

Como a história começa.

Pequeno spoiler a vista.

Vamos te apresentar o início da história para você conhecer melhor. Fica tranquilo que é só sobre o primeiro episódio.

Eles estão vindo. Átomo a átomo. Eles nos cercarão e levarão tudo que nós somos. Existe uma maneira de enfrentar essa ameaça. É reunir as 24 casas em guerra do nosso próprio império. Não esquecemos o inesquecível. O último a unificar nossas tribos, Kahless. Juntos sob um único credo, permanecer Klingon. É por isso que nos acenderemos nosso farol hoje. Para reunir nosso povo. Para unir forças contra aqueles cuja saudação fatal é nós viemos em paz.

Esse é o discurso de T’Kuvma às casas Klingons.

Depois desse discurso ouvimos a narração de Michael:

“Diário da primeiro oficial, data estelar 1207.3. Na Terra, é 11 de maio de 2256, um domingo. A tripulação da USS Shenzhou foi chamada ao limite do espaço da Federação para investigar estragos causados a um retransmissor interestelar. Os vestígios no casco são inconclusivos. Foram causadas por asteroides ou foi deliberadamente destruído para limitar a comunicação da Frota Estelar. E nesse caso, por quem? Apesar dos riscos de nossa missão, eu continuo otimista.”

star trek discovery saudação spock

Saru, o oficial chefe-cientista, é Kelpien e a partir das primeiras análise acredita que o retransmissor não foi danificado por causas naturais. E está preocupado.

Enquanto Saru propõe não fazer maiores análises, Michael pede autorização para ir até o objeto e ver exatamente do que se trata. A capitã Georgiou autoriza a exploração. Enquanto Michael se aproxima do objeto e enquanto o analise se depara com um soldado Klingon. De repente, eles começam um embate e Michael consegue vencê-lo.

O soldado morto estava fazendo a vigília do farol sagrados dos Klingon. A morte desse soldado causa indignação nos Klingons. Michael é resgatada e mesmo ferida, ela alerta a capitã que o objeto não identificado pertence aos Klingons e que ela matou um deles. Michael propõe que o objeto desconhecido seja atacado. Quanto estão prontos para atirar uma nave desconhecida surge. Essa nave pertence aos Klingons.

A decisão que mudou tudo

Ao saber que a nave misteriosa pertence aos Klingons Michael propõe que ela seja abatida. Diante disso, a capitã Giorgiou tenta resolver tudo da forma mas diplomática possível, pois a frota nunca atira primeiro. Nesse momento, Michael então sutilmente ataca a capitã, a deixando inconsciente. Ela dá ordens para atacar a nave e…

Fim do primeiro episódio. Se quiser saber o que vai acontecer terá que assistir ao próximo episódio de Star Trek: Discovery

 

Conheça nossas redes sociais

     

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.