FUNK Brasileiro: A história de um ritmo.

FUNK Brasileiro: Ao contrário do que muitos acham a origem do Funk não é no Brasil. Como tudo no universo o Funk raiz surgiu nas comunidades afro-americanas nos Estados Unidos. O surgimento se fez com a fusão de vários estilos musicais, como o Jazz, Soul e o Blues. Um dos principais nomes que se destacou nesse estilo foi o icônico James Brown.

James Brown

FUNK Brasileiro: A história de um ritmo.

Já em terras tupiniquins, o Funk também se desenvolveu em comunidades carentes do Rio de Janeiro. Para ser mais específico ele teve seus primeiros registros nas comunidades cariocas. E diferente do Funk norte americano, aqui no Brasil o ritmo já tem mais influência nos ritmos Miami Bass, Freestyle e até eletrônica. Com o ritmo também surgiu os famosos, e às vezes polêmicos, bailes Funk. Eles começaram a ficar famosos em meados de 1960 e 1970 também nas comunidades cariocas. O nome tem até significado, apesar de parecer meio óbvio, baile Funk quer dizer “festa em que se toca Funk”.

FUNK Brasileiro: A história de um ritmo.

Apesar de ter surgido por volta de 1970 o ritmo explodiu mesmo há cerca de 3 décadas. Antes de sua difusão, até então o funk era um estilo que lembrava muito o rap. Nos anos 2000 as coisas começaram a mudar e se diferenciar. Até surgiu uma lei que regulamentava os bailes Funk e em 1999 surgiu uma produtora e equipe de som que, teve seu auge por volta dos anos 2000. A Furacão 2000,trouxe à tona muitos artistas que eram conhecidos na maioria das vezes somente em suas comunidades.

FUNK Brasileiro: A história de um ritmo.

Muitos hoje não veem o estilo com bons olhos por diversos motivos. Muitas músicas contêm palavras de baixo calão. E às vezes fazem até mesmo apologia ao crime. Entretanto, hoje também existem funks com letras religiosas, mais conhecidos como Funk gospel. Sendo assim, dentro de um estilo tem músicas para todos os gostos.

Por volta dos anos 2000, com a explosão do funk surgiu um grupo que muitos consideram como o grupo divisor de águas no quesito Funk. O grupo em questão é o Bonde do Tigrão que tocava sucessos como Cerol na Mão, Tchutchuca e entre outras. Depois surgiram grupos como Os Hawaianos, Os Prostitutos, entre outros. Também surgiram os famosos MC’s a sigla é muito comum em nomes de cantores de Funk como Mc Serginho que tinha sua famosa parceira Lacraia, Mc Marcinho, Mc Leozinho e outros.

O funk hoje tem várias divisões dentro de um mesmo estilo. Os mais conhecidos são o Funk Ostentação, Funk Ousadia, Funk Eletrônico e o muito criticado Funk Proibidão.

E você curte um pancadão? Gosta do estilo?

 

 

Conheça nossas redes sociais

     

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.